Como funciona o marketing de produto?


É fato que para um produto ter um sucesso de vendas, tem que haver toda uma estratégia por trás para garantir os números positivos que a empresa almeja. Para isso, é inevitável não pensar nas inúmeras estratégias de marketing.

Mas afinal, do que se trata o marketing de produto? Conheça a estratégia que trabalha o desenvolvimento do sucesso desde as ideias iniciais, até a finalização.

Conceito do marketing de produto

Basicamente, o conceito da estratégia é o conjunto de técnicas e processos para lançar um produto no mercado em que a empresa atua. Esse processo é realizado para garantir o sucesso absoluto do produto.

Para o marketing do produto funcionar, é necessário trabalhar a apresentação do item desde o seu desenvolvimento inicial, até a sua finalização e promoções.

Ou seja, por mais que a proposta do produto já tenha uma importância natural, como uma loja que trabalha com placas de sinalização de emergência, é necessário ter uma apresentação diferente da concorrente.

Resumidamente, esse tipo de estratégia tem o objetivo de conectar o produto diretamente com o seu público-alvo, por meios de canais de comunicação e estratégias comerciais.

O marketing de produto é também, uma forma de usar os 5 Ps, que é a solução oferecida pela empresa. São eles:

  • Produto;
  • Preço;
  • Praça;
  • Promoção;
  • Pessoas.

Estes 5 Ps, são considerados como um composto do marketing ideal para promover o sucesso de uma divulgação, marca, empresa ou atrair clientes.

Entre os conceitos básicos para que um produto seja um sucesso com o público-alvo, é sobre desenvolvê-lo a fim de apresentar uma solução para um determinado problema. Solucionando algo complexo, será a primeira motivação para que uma pessoa compre-o.

Entretanto, por mais que um produto atenda todos os requisitos no mundo do marketing, não irá garantir com total certeza que o item será um sucesso de vendas.

É como uma instituição alegar ter o melhor curso de comissário e não ter nenhuma apresentação do mesmo.

O marketing de produto foi desenvolvido justamente para garantir a apresentação do produto, para o cliente saber do que se trata, e suas devidas vantagens. É necessário que o consumidor tenha a percepção ideal do produto, para saber o seu real valor.

Além disso, o objetivo principal do marketing de produto é conectar diretamente o produto com o consumidor. Para isso, é necessário seguir alguns passos, um deles é traçar o perfil do cliente.

O processo para conhecer o perfil do cliente, é saber quais são suas dores, motivações e necessidades. Sabendo reconhecer estes pontos de uma forma profunda, se tornará fácil desenvolver o produto.

Um produto que ofereça solução e otimização de tempo é, geralmente, a escolha do consumidor. Por exemplo, um espremedor de laranja automático possui vantagem de economizar o tempo de uma pessoa espremendo uma laranja, e ainda, facilita o processo.

Para ter uma garantia ainda maior que o produto faça sucesso com o público-alvo, é necessário posicioná-lo no mercado destacando seus principais diferenciais.

No caso de uma loja de eletrônicos, o diferencial pode ser observado se caso tiver impressoras fiscais, garantindo ao consumidor o comprovante de compra e sua segurança.

O marketing de produto também tem a missão de apresentar a solução ao consumidor da forma mais correta possível. Tendo sucesso na apresentação, o número positivo de vendas será só consequência da aplicação do marketing.

No processo do marketing de produto, a estratégia possui alguns pontos fundamentais para que o processo tenha êxito. Os pontos são:

  • Posicionar o produto com seus destaques;
  • Defina a mensagem do produto;
  • Organizar as equipes de venda e marketing;
  • Aplicar as necessidades do público no produto;
  • Estudar o preço, design e distribuição do produto;
  • Escolher as formas de venda;
  • Desenvolver ideias para sustentar o produto no mercado;
  • Analisar as avaliações do público sobre o produto;
  • Monitorar os números de venda.

Para a estratégia funcionar, é necessário que tenha uma pessoa responsável pelos cuidados do processo por inteiro. No caso, é o analista de marketing. O mesmo é o maior responsável pelo sucesso do produto no mercado.

O foco desse profissional é voltado diretamente para o cliente, de modo que o comportamento do consumidor seja estudado para garantir o lançamento de sucesso do produto.

Contudo, é possível observar que o marketing como um todo, possui vários processos para alcançar o sucesso.

É como o desembaraço aduaneiro de importação, que trabalha em cima da liberação de uma mercadoria pela alfândega, para entrar ou sair do país. Há todo um processo para realizar essa circulação de mercadorias.

No mundo das vendas, é natural confundir algumas estratégias. Com o marketing de produto não é diferente, em alguns momentos, é confundido com a gestão de produto.

Marketing de produto x Gestão de produtos

Resumidamente, a gestão de produtos é responsável pelos itens que devem ser criados ou escolhidos, para auxiliar no desenvolvimento do produto. É um processo que o profissional escolhe o que sai e entra do portfólio do item, e como equilibrar as vendas.

E como já podemos perceber, o marketing de produto é responsável pelo processo de lançamento e apresentação, bem como sua devida divulgação.

Faz parte da estratégia ter formas de promover o produto, destacar fortemente as vantagens e escolher os canais de divulgação.

De forma geral, o gestor do produto cuida do desenvolvimento, enquanto o analista de marketing trabalha nas estratégias mercadológicas.

Assim, ambos trabalham juntos no processo de desenvolvimento do produto, para que as ideias estejam conectadas para garantir o sucesso do item no mercado.

Atualmente, é comum algumas empresas optarem por contratar equipes multidisciplinares com profissionais dedicados ao desenvolvimento, marketing, e design de produtos.

Para que faça sentido a importância do marketing na proposta de uma empresa, pense que a qualidade e desempenho do produto não serão suficientes para suprir a necessidade de um determinado perfil de cliente.

O universo dos negócios já mostrou que, por mais que um produto tenha qualidade, ele está propício a ter um fracasso nas vendas.

É como uma empresa que trabalha oferecendo serviços de diarista, se caso o responsável se prender somente na qualidade do serviço prestado, é quase certo que as contratações irão diminuir.

Diferente da gestão de produtos, o marketing de serviços possui algumas diferenças marcantes, se for comparado com o marketing de produto.

Marketing de produto x marketing de serviço

Inicialmente, é necessário dizer que ambos possuem uma forma própria para solucionar algo, pois um produto é algo concreto e tangível e o serviço é abstrato e intangível.

Apesar de suas semelhanças, em que os dois buscam solucionar um determinado problema, os serviços possuem sua peculiaridade que é ter um relacionamento mais intenso com o cliente.

Se tratando de serviços, há a vantagem da personalização. O cliente tem a liberdade de personalizá-lo da forma que achar melhor.

Por outro lado, os produtos são itens que, na maioria das vezes, são padronizados. Mas, por sua vez, possui a vantagem de poder experimentar antes de realizar a compra.

O marketing de serviço trabalha muito em cima da relação “empresa x consumidor”, e consequentemente, na produção de conteúdos e outras ações que gerem valor ao serviço oferecido.

Conheça as etapas de um produto no marketing

Todos os produtos que são lançados, passam pelas 4 fases de vida que fazem parte do marketing em geral.

1 – Introdução no mercado

Momento em que o produto é inserido no mercado e que os números alcançados atingem uma taxa de crescimento constante.

2 – Crescimento

Fase em que, após o lançamento, é observado que há demandas a serem sanadas. Logo, é criada uma estratégia de produção para dar conta do número de solicitações por parte dos consumidores.

3 – Maturidade

A maturidade é quando o produto começa a ter uma duração considerável no mercado, conquistando uma estabilização e um nível de satisfação dos envolvidos no negócio.

4 – Declínio

Parte em que o número de vendas começa a despencar, e logo, há a necessidade de criar novas ações para manter o número padrão de vendas.

No momento do declínio, o marketing deve gerar ações para motivar tanto o quadro de funcionários, quanto o público consumidor.

Ações internas podem ser feitas com squeeze brinde personalizado, que podem ser levadas para academias e outras práticas de esportes. São nas coisas simples, que a marca ou empresa pode ser promovida.

Todas essas fases representam o ciclo de vida que um produto tem no momento em que ele é inserido no mercado, até a fase em que ele perde sua importância ao público-alvo.

Obviamente, o conjunto de estratégias que o marketing possui é aplicado justamente para evitar o declínio de um determinado produto. Além disso, um dos objetivos de um analista de marketing é garantir que a fase de maturidade seja a maior possível.

Considerações finais

Por fim, separamos em tópicos sequenciais a forma em que o marketing de produto funciona:

  • Estudo do mercado;
  • Definir o público-alvo;
  • Posicionamento do produto e mensagem do mesmo;
  • Conhecer a concorrência;
  • Desenvolver um plano de lançamento;
  • Desenvolver conteúdos para o lançamento;
  • Preparação da equipe;
  • Orçamento;
  • Lançamento;
  • Acompanhamento.

Todos esses passos devem ser seguidos rigorosamente para que o fluxo de produção seja administrado de forma que o sucesso seja alcançado.

Em certas partes, há a necessidade do auxílio de um profissional. Por exemplo, para realizar um orçamento, já que uma consultoria de contabilidade facilita todos os processos financeiros em que a empresa terá que lidar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.