Conheça as estratégias de vendas mais utilizadas


O percentual de vendas é uma das maiores preocupações de qualquer empreendedor, de forma a garantir não só o sucesso do seu empreendimento, mas também a sua consistência no mercado, sendo responsável pelo emprego de diversas pessoas.

Independentemente do ramo de atuação de uma empresa, chegando inclusive às entidades não comerciais, é possível apontar que qualquer tipo de projeto trabalha para a conclusão de alguma meta, como aumentar o número de assinantes, ser reconhecido pelo público, etc.

Agora, quando se pensa especificamente no meio comercial, o maior objetivo acaba sendo o cumprimento de uma atividade que renda lucro para a empresa, o que claramente se alinha ao número de vendas alcançadas por um serviço ou produto.

Afinal, um negócio que trabalha com a confecção de malas personalizadas só terá um direcionamento correto das suas atividades ao se guiar pelo número de vendas alcançadas, sendo possível realizar um relatório de compras com as suas ações.

Isso porque a venda constante de um certo produto pode indicar a necessidade da empresa de investir mais nessa categoria, necessitando ampliar o seu nível de produção, sendo preciso comprar mais materiais, além de outros investimentos que favoreçam a companhia.

Da mesma forma, um número constante de vendas permite que essa empresa consiga investir em si mesma, para conseguir aumentar o seu público, a partir de uma expansão dos seus serviços e até da sua área de atuação, deixando de ser um negócio local.

O número de vendas de um produto também consegue auxiliar outras empresas relacionadas ao trabalho desta companhia específica, pois quanto maior for o nível de produção, maior terá que ser a entrega de matéria-prima pelos seus fornecedores.

Ao mesmo tempo que essa empresa terá de lidar com um maior suporte de informática para empresas, que consiga a auxiliar com esse alto número de compras, recebendo uma base de dados cada vez maior dos seus clientes.

E se o número de vendas é tão importante para aqueles que atuam no ramo comercial, cabe a esses profissionais encontrarem maneiras de aprimorar esses índices, através de estratégias criadas justamente com esse intuito de otimização.

No que se define uma estratégia de venda?

A resposta mais intuitiva para essa pergunta está em uma tática que busca aumentar o número de vendas de um negócio. O que não deixa de ser verdade, é claro, mas os objetivos dessas estratégias costumam ser muito mais amplos, assim como a compra em si.

O processo de aquisição de um produto ou um serviço lida com uma série de variáveis, ligadas à realidade da empresa, do mercado e, o tópico mais importante dessa relação, o público consumidor,

Entre os itens que costumeiramente interferem no processo de compra e venda destacam-se:

  • O preço;
  • A necessidade do produto;
  • A qualidade do serviço;
  • A comunicação da empresa;
  • O contato emocional com a mercadoria.

Uma série de fatores capazes de definir a busca do público pelas melhores empresas de consórcio de imóveis, de acordo com o seu desejo de adquirir a sua casa própria, ligada a outros tópicos relacionados ao renome da companhia e ao seu poder de financiamento.

Levando em conta todas essas realidades, além de outros itens importantes, que se multiplicam de acordo com a especificidade da área comercial à qual a sua empresa se encontra, é possível afirmar que uma estratégia de vendas é algo de multi-presença.

Sim, pois o objetivo dessas estratégias não é somente aumentar a relação de entrada e saída de produtos em seu sistema de estoque, mas também de responder a cada um dos tópicos levantados, da mesma forma em que dá ao seu público uma ampla solução.

Pois quanto mais abrangente forem as resoluções apresentadas pela sua companhia, maior será a probabilidade do público optar por ela em relação aos concorrentes, exponenciando assim o número de conversões de vendas realizadas pela empresa.

Sendo assim, é possível identificar que o número de vendas é de fato de grande importância para o mercado produtor, mas ele também pode resultar em múltiplos benefícios para o consumidor, caso essa companhia saiba como avaliar a situação.

Para o setor de serviços, a relação entre o sucesso da companhia pode ser analisada através do número de usuários abordados, como uma consultoria contábil e fiscal, que identifica o progresso do seu escritório pelo seu volume de clientes.

E quanto maior for o número de clientes associados maior será o sucesso desse projeto, similar a uma empresa que trabalha com a venda de produtos materiais, no qual o seu nível de progresso se relaciona com a quantidade de vendas alcançadas em um certo período.

As estratégias de venda estão, dessa forma, diretamente conectadas à relação que uma marca tem com o seu público, sendo necessário investir nessa conexão. O que se destaca como uma das principais diretrizes por trás das estratégias de venda.

As estratégias comerciais mais comuns

Visto a amplitude das tecnologias e das ferramentas existentes, o mercado passou a trabalhar com um número cada vez maior e mais otimizado de oportunidades de venda, com o marketing desenvolvendo estratégias cada vez mais específicas.

Com base nisso, os mais variados nichos de mercado passaram a contar com estratégias gerais, mas também segmentadas, tendo como objetivo uma maior recepção do público, e consequente a isso, uma expansão do seu número de vendas.

Um sistema positivo tanto para um profissional autônomo, que fornece serviços de diarista, quanto para um conglomerado do ramo da tecnologia, adaptando-se às necessidades de cada ramo de trabalho.

Entre as estratégias mais utilizadas nesse sentido, tanto para pequenos como para grande negócios, estão:

A escolha de um mercado de nicho

Quando se pensa em um grande número de vendas, é fácil imaginar que essa empresa trabalha com um amplo número de clientes, o que não é necessariamente uma verdade, pois seguindo uma definição clássica do mercado, quantidade não é igual a qualidade.

Na verdade, uma das formas de otimizar o seu potencial de vendas, principalmente para um negócio que acabou de abrir as portas, é através do foco em um público segmentado, otimizando o seu contato com as necessidades específicas dessa parcela de audiência.

Após conquistar a confiança desse nicho, resultando em um bom número de conversões, é que se aconselha a expansão desse mercado, como uma empresa que produz empilhadeiras para venda, antes para mercados locais, e agora para a indústria nacional.

Automatização dos processos

E se o objetivo da sua empresa é expandir, é primordial que o seu negócio dê conta do maior volume de atividades e serviços aos quais ele terá que concluir, para chegar ao sucesso do seu projeto comercial com o público, visto a nova demanda de produção.

Para responder a essa maior reivindicação de produtos e serviços, é preciso otimizar as atividades internas da sua empresa, contando com o auxílio das tecnologias disponíveis, substituindo ou aprimorando a força de trabalho humano.

Posicionamento da marca

Com o público sendo o principal ator de uma relação de compra e venda, é importante que a sua companhia se conecte a essa audiência de forma profunda e contínua, de forma que o consumidor pense exatamente em seu negócio como a melhor opção no mercado.

Uma maneira de se conquistar isso é por meio dos processos de comunicação, destacando o posicionamento da marca na internet, através de quais valores essa companhia compartilha com o seu público.

A prática de storytelling se destaca aqui, criando uma história para marca com o qual o público possa se relacionar, o que vale tanto para uma empresa de perfume com o público final, como para um programa pizzaria delivery, tendo um cliente mais empresarial.

Quanto mais próximo o público estiver do seu negócio, maior pode ser o seu nível de conversão em vendas, o que pode ser destacado como uma relação positiva para ambos os envolvidos em uma relação comercial.

Integração entre o marketing e a equipe de vendas

O trabalho realizado pelo setor de marketing e de vendas de uma empresa são essenciais para o seu sucesso. Um trabalhando com a divulgação de um serviço de antecipação de duplicatas, e outro com o número de clientes que contrataram o tal ofício.

Com metas diferentes, ambas as equipes costumam trabalhar com dados semelhantes, logo é importante otimizar a comunicação interna entre esses times, de forma a aprimorar o trabalho dos dois, por meio do cruzamento das estratégias adotadas por cada um.

De maneira geral, o número de vendas alcançado por uma empresa é dependente de uma série de tópicos, alguns de âmbito internos, outros externos, mas com ambos sendo de grande importância para o progresso de uma companhia.

As estratégias de venda foram desenvolvidas justamente com esse propósito, o de otimizar as atividades realizadas por uma empresa em relação ao seu público, sendo recompensada financeiramente por isso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.