Dicas de como influenciar seus clientes


Empreender não é uma tarefa muito fácil e, constantemente, as empresas buscam novas maneiras de serem mais atrativas e conseguirem influenciar os seus clientes de forma positiva e satisfatória. Mas como fazer isso?

O texto de hoje abordará o que você e seu negócio devem fazer para influenciar os seus clientes de forma positiva, qual o impacto que suas ações devem refletir na vida deles, além de algumas dicas e orientações de como fazer isso de maneira efetiva.

A tecnologia e a internet andam lado a lado e, juntas, elas impactam o mundo todo das mais diversas maneiras, desde o modo de lidar com um sistema de controle de acesso de pessoas e veículos, até tarefas mais simples como pagar uma conta.

Elas conduzem até mesmo diversas maneiras de entretenimento ao redor do globo, e é bastante difícil imaginar como era a vida há alguns anos, quando ambas não tinham, ainda, tanta influência na sociedade. Pelo menos não de forma tão direta.

Isso traz algumas questões interessantes à tona, como o dinamismo tanto de empresas quanto de clientes, procurando sempre inovar e trazer algo novo e que capte a atenção do mercado de trabalho atuante.

Porém, seja uma grande empresa logística ou um empresa de brindes corporativos, uma coisa é fato: da mesma maneira que se consegue a atenção de um cliente, ela vai embora. Então, é bem mais difícil se destacar no mercado de trabalho.

Para conseguir se consolidar nesse meio, as empresas precisam e muito traçar estratégias para chamar novos leads para o seu negócio e fidelizar aqueles clientes que já conhecem o seu trabalho, mas isso não é uma tarefa nem um pouco fácil.

Uma maneira de praticar tal ação de forma efetiva e que traz bons resultados é influenciar os seus clientes de maneira direta ou indireta, de forma positiva, para que ele enxergue o valor de seu produto, mesmo algo simples como etiquetas para confecção.

Para ficar por dentro do impacto que tal estratégia pode causar e entender melhor como desenvolvê-la, confira os tópicos a seguir.

O impacto da influência positiva

Pense na quantidade enorme de informações que a sua empresa lida diariamente. Para onde elas vão? Como são trabalhadas? Onde são aplicadas e com qual finalidade?

A sua grande maioria provavelmente é direcionada com a forma que o negócio lida com seus produtos e clientes, buscando sempre novas soluções para criar um relacionamento mais próximo, gerando engajamento, nutrindo novos leads e convertendo muitos deles.

Mesmo uma empresa que oferece serviços de consultoria tributária entende como é importante esse laço de criar uma influência positiva para os clientes, fazendo-os enxergar melhor o seu negócio e se sentir próximo a ele ou, simplesmente, confiar no seu trabalho.

Mas uma coisa é certa, não existe estratégia ou prática que consiga manter uma relação positiva com o cliente quando o produto que você oferece não atinge os padrões e a expectativa dele, principalmente com uma concorrência tão forte e dinâmica.

As pessoas estão exigindo cada vez mais das empresas e, parte do trabalho delas, é atender essas expectativas. Porém, alguns padrões podem ser notados quando essas pessoas têm alguma dúvida sobre o produto, por exemplo, canetas de brindes, que são:

  • Indecisão;
  • Apatia;
  • Medo de sair perdendo;
  • Não saber exatamente como reagir.

Essas reações podem se diferenciar dependendo da pessoa, mas todas se comportam entre um dos aspectos acima destacados, ficando a cargo da sua empresa aproveitar dessa pequena brecha para influenciar o seu cliente a entender porque sua marca está ali.

Em outras palavras, sua empresa será responsável por disponibilizar o que o cliente precisa e se adaptar ao seu perfil, sendo certeira e conseguindo tranquilizá-lo, afinal, você está ali para isso, para mostrar a importância do seu serviço, por exemplo, de impressão em madeira.

Quando pensamos no cliente e no fato dele ser apático ou não saber como reagir, isso significa que eles não procurarão ajuda ou se mobilizarão para resolver o seu problema, e sua empresa deve estar de prontidão para entender os sinais e agir.

Já no aspecto de não querer perder, isso é instintivo do ser humano, ou seja, não queremos perder o que já temos, preferindo muitas vezes ficar em uma situação não tão boa por medo de abrir mão daquilo que já tem.

Sua marca deve sempre deixar muito claro o que o produto ou serviço entrega, para não causar esse turbilhão de indecisões na mente dos leads e futuros clientes, portanto, busque sempre a clareza quando for vender suas placas de sinalização de segurança, por exemplo.

Como aplicar tal influência?

Existem algumas maneiras de aplicar essa influência de forma mais direta e outras de forma indireta, dependendo apenas das estratégias e métodos que a sua marca utilizará no processo. Portanto, escolha as que melhor refletem o seu estilo de negócios.

Confira agora algumas dessas dicas e orientações, buscando sempre se adaptar a realidade da sua empresa e sempre buscando o que é melhor para o seu serviço de aluguel de cabine de fotos, por exemplo.

01 – Respeite o seu cliente

Se tem uma coisa que muitas empresas esquecem é que o cliente não é apenas um número, ele é uma pessoa com gostos, vontades, personalidades e ideais diferentes. Por isso, é importante estar muito atento e sempre respeitar o seu cliente.

Procure não ser tão invasivo e, caso necessário, saiba insistir da maneira correta sem deixá-lo desconfortável. A partir do momento que o cliente reconhece que está sendo respeitado, é mais fácil dele te ouvir e confiar em suas informações e orientações.

02 – Mostre que domina o assunto

Imagine ser atendido ou orientado por uma pessoa que sabe menos sobre o assunto do que você? Além de ser extremamente desconfortante, isso demonstra que a empresa não está investindo em pessoas qualificadas para atender os seus clientes.

Como ponto negativo, essa ação pode gerar a falta de confiança do lead com o produto e marca, fazendo com que ele não acredite no potencial do trabalho e sinta que pode encontrar um lugar melhor para adquirir aquele produto ou serviço.

Alguém que sabe sobre o assunto consegue tirar as dúvidas dos clientes e isso ajuda a confortá-lo e aumentar a sua segurança, além de ser muito mais agradável. Esses pequenos detalhes fazem com que sua empresa influencie a pessoa de forma indireta.

03 – Tenha um arsenal de exemplos

É comum que diversas empresas e vendedores, na hora de promover o seu produto e mostrar ao cliente como ele é positivo, utilizem diversos dados e estatísticas para provar o seu ponto, mas nem sempre isso é o que a pessoa busca.

Nessas situações, ter alguns exemplos é uma carta na manga. Eles podem e devem ser utilizados para ilustrar uma situação ao cliente, fazendo-o entender as dimensões do que está comprando, ficando muito mais fácil de entender.

Exemplos são uma excelente ferramenta para conseguir se destacar e aumentar a confiança do cliente, portanto, não tenha medo de usá-los desde que seja de maneira eficiente e inteligente, afinal, apenas exemplos não provam nada.

04 – Tenha atenção à reciprocidade

Quando falamos do mundo dos negócios, é extremamente comum que as pessoas se tratem de forma um pouco mais formal e, dependendo dos casos, de maneira casual.

Por isso, atente-se à forma como conversa com seus clientes, porque ela será um espelho de como você e sua empresa devem ser tratados. Ao tratá-los com respeito e compreensão, mesmo que de maneira indireta, eles entenderão como funciona a relação.

A partir do momento em que se é estabelecida essa comunicação, a possibilidade de melhorá-la é bastante grande, sendo um ótimo começo para uma possível fidelização daquela pessoa ou empresa cliente.

Considerações finais

O texto de hoje abordou e se aprofundou bastante em dicas de como influenciar de forma positiva os cliente do seu negócio, contextualizando como o mundo de hoje é, o impacto das suas ações, além de algumas dicas e orientações de como realizar tais tarefas.

Claro que muito dependerá do ramo de sua empresa, como ela gosta e prefere realizar os seus negócios, quais seus objetivos e metas, o porte, o que é comercializado, a qualidade dos profissionais que nela trabalham, entre muitas outras variantes.

Mas é importante utilizar as informações disponibilizadas ao longo do texto e buscar sempre explorar os seus pontos fortes e melhorar os que ainda não são tão bons quanto o cliente espera, mostrando o profissionalismo da marca e a vontade de ser ainda melhor.

Com isso, comece a planejar como utilizará as orientações, aumentando ainda mais o seu alcance no mercado, sua autoridade e sua relevância.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.