Setor de bares e restaurantes já vislumbra retomada mais vigorosa para o 2º semestre


A redução das restrições no Plano São Paulo para funcionamento de bares e restaurantes, anunciada nesta última quarta-feira (07) pelo Governo do Estado começa a trazer otimismo para o setor de alimentação fora do lar. A ampliação do horário de atendimento noturno e maior capacidade dos salões, a serem oficializadas pelos municípios em decretos municipais, podem significar uma retomada mais vigorosa neste segundo semestre, com a volta ao patamar pré-pandemia até dezembro. A projeção é da Associação Brasileira de Bares e restaurantes (Abrasel) em Campinas, com filiados na região administrativa de Campinas, Araraquara, Bertioga, Jundiaí, São Caetano do Sul, Piracicaba, Circuito das águas, Santo Andre, Barra Bonita e Jandira.

As ampliações no horário de funcionamento, até 23h, e aumento da capacidade de atendimento nos salões, de 40% para 60%, impactam diretamente o setor. As vendas noturnas representam 52% do faturamento dos estabelecimentos do setor. Na fase atual em vigor, com fechamento às 21h e limite de 40% na capacidade, o faturamento dos bares e restaurantes é de 20%, em média, incluindo o delivery.

O presidente regional da Abrasel, Matheus Mason, diz que a expectativa para o segundo semestre deste ano “é muito positiva”, com o setor podendo retornar suas atividades de forma mais vigorosa, após um ano e quatro meses de severas restrições, embora reconheça a importância das medidas para prevenção e redução dos casos de covid-19.

“Com as novas liberações e com base em Estados e municípios onde as restrições já estão em vigor, como Rio de Janeiro, Vitória e Porto Alegre, o setor poderá retomar as vendas em níveis pré-pandemias até o final deste ano”, projeta. “E pelos dados que levantamos no Dia dos Namorados, é até possível prever um crescimento real”, disse.

Para que as projeções se confirmem, Mason lembra que agora a decisão caberá a cada município, além da velocidade da vacinação nos próximos meses. “Temos exemplos concretos de que é possível avançar com segurança e responsabilidade”, completa o presidente da Abrasel, regional Campinas.

Mason reforça que a entidade vai manter a campanha “A Pandemia não acabou – Respeite os protocolos e seja um estabelecimento responsável”, lançada em parceria com o Sinhotel, com o objetivo de conscientizar proprietários de estabelecimentos e a população sobre a importância do cumprimento das medidas de distanciamento e cuidados sanitários para o combate à Covid-19, além de evitar aumento de casos e internações.

“Sabemos que existem comportamentos errados, onde a Abrasel não é conivente, e pedimos que aqueles que não operam dentro das normas e distanciamento sejam responsabilizados”, afirma Mason.

 

“Pedimos que estabelecimentos sejam responsáveis e não promovam aglomerações, mensagem que também vale para a população em geral, que precisa colaborar e evitar as aglomerações e sobrecarga no sistema de saúde”, explica Mason. “A grande maioria do setor trabalha de forma responsável. Mas a minoria está prejudicando todo o setor”.

 

Fonte: Comunicação Estratégica