Como o email marketing ajuda na captação de novos leads


Conquistar novos leads é o objetivo de qualquer negócio, afinal, é por meio deles que as marcas trabalham o seu funil de vendas. O lead é um potencial cliente, alguém que, em algum momento, mostrou interesse por uma solução oferecida.

Uma das formas de captar leads é por meio do e-mail marketing, uma importante estratégia de marketing digital, que visa o disparo de e-mails para um público determinado.

É um canal direto de comunicação, que ajuda a estreitar o relacionamento com o público, nutrir leads e gerar vendas, além de ser uma das melhores ações para o retorno sobre investimentos.

Se antes ele era conhecido como spam ou uma abordagem intrusiva, a evolução dessa estratégia transformou o seu uso, tornando-o muito mais eficiente.

Isso porque a marca consegue falar com as pessoas certas, usando a melhor mensagem e no momento mais oportuno. O segredo do sucesso é saber usar o e-mail marketing.

É pensando nisso que neste artigo vamos explicar o que é, como pode ser usado e quais são as melhores estratégias. Então, se você tem dúvidas sobre o assunto, leia o texto até o final.

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma estratégia de comunicação, que tem como objetivo melhorar as ações em marketing digital. Para isso, é necessário contar com uma ferramenta de automação.

De qualquer forma, é uma das melhores estratégias que as empresas têm para divulgar produtos e serviços, informar ofertas, dentre outras necessidades ligadas ao público-alvo.

Só que até se tornar uma ferramenta eficiente usada por empresas que trabalham com a confecção de camisetas personalizadas, por exemplo, assim como outras organizações, o e-mail marketing passou por algumas transformações.

Isso porque diversas companhias incomodavam os usuários com mensagens indesejadas, insistentes e sem que eles tivessem realmente algum interesse.

Trata-se de um ambiente pessoal, por isso, não pode ser simplesmente invadido por uma marca, muito menos com conteúdos que tenham vírus ou malwares.

Só que os provedores, como Yahoo e Gmail, começaram a se aprimorar e a bloquear mensagens suspeitas. E os próprios usuários começaram a ignorar tudo aquilo que não era de seu interesse.

Devido a isso, as marcas começaram a qualificar essa estratégia, sendo que uma das práticas para isso era o envio de solicitações de autorização.

Isso permitiu segmentar melhor a base de contatos e adotar práticas para que os conteúdos se tornassem mais relevantes e personalizados.

Para que seja realmente eficiente, os e-mails enviados pela sua empresa devem ser diretos, humanizados, personalizados e devem conter um conteúdo de valor.

Entenda como essa estratégia pode ser usada

Uma confecção de uniforme profissional, por exemplo, pode usar o e-mail marketing de várias formas, dependendo do seu objetivo. Dentre elas temos:

Promover conteúdos

O marketing de conteúdo é uma ação importante, mas para funcionar, os materiais precisam ser divulgados. Existem vários canais para promovê-los, sendo que o e-mail marketing é um deles.

A marca pode enviar mensagens periodicamente com as atualizações, ou enviar newsletter com links de conteúdos. Assim, a plataforma receberá mais visitas, e isso é bom para o tráfego orgânico.

Vender mais

Além de promover conteúdos, a organização pode enviar e-mails com o intuito de vender seus produtos e serviços. Eles podem conter descontos e ofertas que direcionam o destinatário para a página de compra.

Para se ter uma ideia da efetividade desse tipo de uso, de acordo com uma pesquisa, o e-mail marketing é responsável por cerca de 27% da receita de plataformas e-commerce.

Melhorar o relacionamento com o cliente

Estamos falando de um canal pessoal de comunicação e que permite que a empresa fale de maneira direta com seu público.

Por isso, ela consegue estreitar seu relacionamento com os usuários, visto que toda essa comunicação é feita com pessoas que autorizaram, por isso, elas esperam as mensagens da marca.

É uma forma para que uma gráfica de impressão de banner, por exemplo, consiga se manter próxima de seus clientes e potenciais clientes, estando sempre na lembrança deles.

Isso porque é o melhor canal para promover ofertas e conteúdos, que agreguem valor ao cotidiano dessas pessoas. É assim que o relacionamento se fortalece e a imagem da organização melhora.

Gerar e nutrir leads

Gerar e nutrir leads são objetivos do Inbound Marketing. Então, por meio do e-mail é possível gerar esses potenciais clientes e nutri-los, até que possam ser convertidos em clientes.

Para chegar até o momento da venda, é necessário atrair as pessoas com conteúdos relevantes e educá-las com materiais de igual qualidade.

Conforme vão acessando os conteúdos, os contatos começam a entender o valor do produto ou serviço, o que amadurece e incentiva de maneira positiva a decisão de compra.

Usando uma boa ferramenta de automação, as mensagens podem ser personalizadas e de acordo com a etapa que o lead se encontra no funil de vendas.

Trabalhar o pós-venda

Outra forma que uma empresa, como uma fabricante de etiqueta de segurança, pode usar o e-mail marketing é para trabalhar o pós-venda.

Esse processo é importante, porque o relacionamento com o cliente não pode terminar depois da venda. O e-mail pode ser usado para fazer pesquisas de satisfação, dar dicas de uso do produto ou simplesmente oferecer qualquer auxílio ao cliente.

É uma forma de manter contato com ele por meio de conteúdos ricos e criativos, o que ajuda a aumentar o nível de satisfação deles. Com isso, vários benefícios podem ser conquistados, como novas compras e indicação de novos clientes.

Entenda quais são as melhores estratégias

Para obter os melhores resultados com seu e-mail marketing, é importante fazer uso de algumas estratégias, como:

Seguir boas práticas

Existem boas práticas que precisam ser seguidas quando se trata de e-mail marketing. O CAPEM (Código de Autorregulamentação para a Prática de E-mail Marketing) determina que é necessária uma permissão de envio.

Além disso, o usuário pode ter a opção de se descadastrar e não receber mais os e-mails, saber qual é o assunto antes de abrir a mensagem, dentre outras práticas que tornam essa estratégia mais ética.

Melhores horários

É preciso escolher o melhor horário e também o melhor dia para enviar os e-mails. Além disso, uma empresa de projetos de decoração, ou qualquer outra, precisa determinar a frequência de envio.

Todos estes são fatores determinantes para o sucesso da estratégia. Então, para definir, é necessário fazer alguns testes e analisar a taxa de cliques e de abertura.

Produzir bons conteúdos

A qualidade de conteúdo é fundamental para o sucesso da ação, sendo assim, uma empresa de controle de acesso, por exemplo, precisa:

  • Manter o texto curto;
  • Usar linguagem adequada;
  • Usar CTA;
  • Usar gatilhos mentais.

As pessoas não têm tempo para conteúdos longos, por isso, é necessário ser claro e objetivo, bem como tirar do texto tudo aquilo que não for necessário, indo direto ao ponto.

A linguagem adotada deve ter sentido para a persona. Por exemplo, uma loja de roupas infantis não vai usar a mesma linguagem que uma escola de ensino fundamental, mesmo direcionando os materiais aos pais das crianças.

O e-mail deve conversar com a pessoa naturalmente, usando o melhor tom de voz, expressões e até empregar gírias (caso caiba ao público em questão).

O CTA deve ser usado, porque ele leva o usuário a realizar uma ação. Então, se uma fabricante de placas de aviso, por exemplo, deseja que o destinatário se inscreva para o webinar que ela está organizando, precisa usar o CTA.

Essa chamada para ação deve se destacar no conteúdo do e-mail, por isso, o restante deve ser meramente informativo. Além disso, a melhor posição é logo abaixo da explicação, usando bons gatilhos mentais para isso.

Por falar nisso, os gatilhos são argumentos que incentivam a ação de outra pessoa, e provocam sentimentos como escassez, novidade, exclusividade, etc.

Então, um bom exemplo de CTA seria “Aproveite as últimas horas da promoção e garanta seus adesivos para empresas”.
Iniciar uma carteira de clientes

Para criar uma lista de e-mails é necessário, em primeiro lugar, criar uma oferta relevante para conquistar os dados do usuário.

Crie materiais relevantes que falem sobre assuntos do interesse do seu público-alvo e ofereça conteúdos aprofundados, como e-books em troca de algumas informações.

É necessário criar um pequeno formulário de contato, que solicite apenas os dados mais importantes, como nome e e-mail do visitante.

Conclusão

O e-mail marketing é uma estratégia muito eficiente, desde que você saiba como usá-la. Com as dicas que demos aqui, temos certeza de que seu negócio vai usufruir de bons resultados, usando uma ação simples e barata.

Não se esqueça de contar com uma boa ferramenta de automação de marketing, pois além de ajudar na sua estratégia, é possível encontrar versões gratuitas e muito eficientes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.