Escolha uma hospedagem de qualidade para o seu site


Ao estabelecer um negócio, independentemente do ramo de atuação, uma das principais preocupações é montar um site. Mas para que isso traga os benefícios esperados, é importante pensar na hospedagem desta página.

Existem diversas plataformas para colocar seu site no ar, pagas ou não, que trazem a necessidade de um programador ou não. Só que, além disso, é necessário o fornecimento de um pacote de serviços adicionais.

Atualmente, são muitas as empresas que prestam esse tipo de serviço. Mas talvez você esteja se questionando sobre do que se trata o conceito de hospedagem de um site.

Sem problemas. Esse artigo abordará o significado desse tema, sua importância, o que deve ser avaliado antes de fechar com alguma empresa que fornece esse sistema e algumas dicas sobre como proceder após esse fechamento.

Se você busca fornecer uma ótima experiência ao cliente em seu site, continue sua leitura!

O que é hospedagem para um site?

A hospedagem é um serviço que permite que o site esteja no ar, com seu próprio espaço. Ou seja, ela garante que esse site esteja posicionado adequadamente em uma estrutura digital.

De certa forma, é como se fosse um sistema. Então, assim como é necessário um sistema para loja, para otimizar as atividades, é necessário um sistema para site também.

Para que o site seja eficaz, é preciso que ele esteja envolvido em um servidor que o permita estar disponível constantemente, e de forma satisfatória.

Está sendo falado, então, sobre a disponibilidade do site, que começa com seu domínio, que é o seu endereço na web. Em seguida, ele precisa encontrar um lugar para se instalar digitalmente.

Nessa parte é que entra o papel das empresas de hospedagem. Elas devem ser contratadas para garantir essa estrutura ao site. E, quanto aos serviços adicionais, que devem ser fornecidos pela empresa, citados anteriormente, eles devem ser:

  • Permitir contas de e-mail ilimitadas;
  • Gratuidade no primeiro registro de domínio;
  • Um certificado SSL (protocolo de segurança para web);
  • Fornecer ferramentas de automação de serviços de marketing;
  • Descontos para casos de não cumprimento da estabilidade de conexão.

Sendo assim, a hospedagem é importante para manter o site no ar, oferecer uma série de serviços e assegurar o desempenho deste site.

Como escolher o melhor tipo de hospedagem para seu site

São dois tipos de hospedagem que rodam no mercado: a compartilhada (VPS) ou a dedicada.

O servidor VPS é indicado para quem precisa de configurações mais personalizadas, que não se enquadram em servidores de jogos e empresas de grande ou médio porte.

Para esses casos, a fim de evitar lentidão, se seu site possuir um tráfego menor, o servidor VPS, ou compartilhado, é o mais indicado. Principalmente porque tem um valor de mercado mais acessível, proporciona autonomia e grandes possibilidades.

Agora, caso você seja uma empresa de grande porte, tenha um grande tráfego e precise de servidores para jogos e alta quantidade de artigos, o indicado é a hospedagem dedicada. Ou seja, um servidor dedicado somente ao seu espaço na web.

Os dois tipos podem ser tão eficazes quanto a impressão digital nos dias atuais, basta você saber exatamente o que está procurando.

Essas questões devem ser muito bem ponderadas antes de optar de uma vez por um serviço de hospedagem, a fim de evitar prejuízos e caos futuros.

O que avaliar antes de fechar um plano de hospedagem?

Você, com certeza, procura por uma combinação de site chamativo e com alto desempenho. Algo que chame atenção na internet, como um refletivo na estrada, e que forneça uma experiência satisfatória ao usuário, como carregamento rápido.

Com tantas opções no mercado, escolher uma hospedagem ideal para levar isso ao seu site pode não ser uma tarefa fácil.

Sendo assim, confira as principais questões que você deve se ater ao obter acesso a cada oferta de serviço de hospedagem:

1º Escolha o tráfego que quer obter

O tipo de host depende, e muito, da quantidade de tráfego do site, se for pequena ou grande.

Sites de porte maior não podem e nem devem ser hospedados no mesmo servidor de outros sites, porque isso vai gerar a saída do site do ar. Vai acabar com a estabilidade da página.

Sendo assim, antes de qualquer coisa, pondere se você está iniciando, ou seja, tem um tráfego menor, ou se você está migrando de um host para outro, com tráfego já estabelecido.

2º Defina o modelo de hospedagem

Foi dito que existem dois tipos de hosts, a VSP, ou compartilhada, e a dedicada. Cada um com sua própria proposta de qualidade.

Para os tráfegos menores, o chamado host compartilhado é uma boa opção. Possuem um custo menor de investimento.

Já os sites maiores, com grande tráfego, devem optar pela hospedagem dedicada, ou seja, um servidor voltado somente para esse endereço na web.

Aqui cabe lembrar que você deve definir seu tráfego a longo prazo. Por exemplo, às vezes, ele vai começar menor, mas a tendência é de se tornar grande. Então, o host dedicado é o mais indicado.

Para estreitar ainda mais as opções, que ainda continuam amplas, mesmo após a definição do tipo de tráfego, você pode contratar serviços contábeis, de modo a entender o quanto pode ou deve gastar com essa situação.

3º Não deixe de conferir a capacidade de armazenamento

Com o intuito de fornecer diversos serviços e funcionalidades no site, sua capacidade de armazenamento deve ser grande.

Sendo assim, procure avaliar esses detalhes antes de fechar com algum serviço de hospedagem.

Por exemplo, se você tem uma empresa de cenografia para eventos e está montando um site, com certeza você não vai apresentar apenas palavras, frases ou pequenos textos nesta página.

A fim de mostrar mais seu produto, e até mesmo de sanar algumas dúvidas dos usuários, você vai colocar imagens no site. Isso ocupa mais espaço.

Então não feche nenhum serviço antes de saber o que você quer no site e o quanto de espaço precisará para isso.

5º Atente-se ao atendimento e suporte dessa hospedagem

Assim como uma sinalização de segurança tem grande importância, essa etapa também. Aqui, é muito importante você saber que estará sujeito a falhas de conexão e dúvidas perante o fornecedor da hospedagem.

Sendo assim, é muito importante que mantenha contato com os profissionais especialistas da empresa. Porque quanto mais rápido for o atendimento, em caso de dúvidas, melhor. E isso para ambas as partes.

Por isso, antes de fechar o serviço, siga mais essa dica: prefira as empresas que forneçam serviço de atendimento 24 horas por dia. Como o assunto é um site, que deve estar disponível 24 horas por dia, ele também está sujeito a panes neste período.

6º Certifique-se sobre os benefícios e serviços da empresa de hospedagem

Como esse ramo de serviço é de bastante concorrência no mercado, as empresas que oferecem hospedagem de sites procuram disponibilizar cada vez mais benefícios para os seus clientes.

Você deve se apropriar disso. Nesse caso, a questão é sobre os serviços adicionais, já abordados mais no começo do artigo.

Assim como os produtos que possuem as melhores etiquetas personalizadas acabam chamando mais a atenção do consumidor, as empresas de hospedagem com os melhores serviços complementares também são as mais atrativas. Opte por elas.

Como proceder após a escolha do servidor de hospedagem

Agora que você conseguiu identificar e escolher o melhor servidor de hospedagem indicado para as características do seu site, chegou a hora de colocar o projeto na internet.

Para isso, você deve ter em mente as seguintes questões:

  • Qual o tamanho do seu projeto?
  • Quais são os seus objetivos com ele?
  • O que ele precisa ter para atingir esse objetivo?
  • Qual é sua disponibilidade financeira para esse projeto?

A partir disso, você pode decidir de forma mais assertiva como iniciar esse projeto digital. Se vai precisar contratar uma agência, ou não, se vai precisar contratar mais pessoas para a equipe já existente ou não.

Os objetivos para a criação do site podem ser muitos, como gerar ou fortalecer digitalmente a marca, lançar um e-commerce, ou criar um projeto de grande porte.

Usando esses três exemplos, as dicas podem ser: se você procura criar ou fortalecer sua marca, você pode fazer isso sozinho, sem uma agência. Já que, para isso, não são exigidas muitas funcionalidades para o site.

No caso de um e-commerce, você também pode fazer sozinho, mas com certo auxílio de gerenciadores de conteúdo, para conseguir alcançar mais clientes.

Agora, se deseja um projeto de grande porte, o ideal é procurar uma agência, pois ela trará otimização de tempo, integração de sistemas, grande banco de dados e mais profissionalismo ao processo.

Conclusões finais

Ao chegar ao final deste artigo, você conseguiu entender do que se trata o serviço de hospedagem para um site e o quão importante ele é para a funcionalidade da página.

A partir dessas informações, conseguiu observar como a contratação desse servidor deve ser feita através da detecção do tipo de projeto que você quer ter e do tamanho do seu tráfego.

Sendo assim, com as dicas do texto, ficou fácil perceber que, com a hospedagem certa, seu negócio pode chamar tanta atenção digitalmente, quanto chama presencialmente, com o uso de um wind banner ou uma boa placa informativa, por exemplo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.