Estratégias para se utilizar no seu e-commerce


As plataformas e-commerce são uma modalidade de negócio que está crescendo continuamente. Esse tipo de compra e venda é muito vantajoso para os empreendedores e também para os consumidores.

As compras pela internet são mais do que uma tendência, tornaram-se uma realidade e caíram nas graças do consumidor moderno.

Poder comprar o que quiser, a qualquer momento, de dia ou de noite, de qualquer lugar do mundo, pagando um valor mais justo e recebendo o produto em casa. Todas estas são razões que levam cada vez mais pessoas a preferirem as lojas on-line.

E essas vantagens também beneficiam o empreendedor, que gasta muito menos e vende muito mais. Porém, para dar certo, é preciso se dedicar a melhorias contínuas do negócio, incluindo seu site.

É necessário lançar mão de algumas estratégias para se manter competitivo, tendo em vista que, a cada dia, mais e mais pessoas enxergam no e-commerce a possibilidade de terem seu próprio negócio.

Se você pensa da mesma forma ou já tem o seu negócio on-line, neste artigo, vamos dar algumas dicas importantes para cuidar bem dele e também mostrar como você pode melhorar o site. Acompanhe a leitura.

Dicas estratégicas para e-commerce

Ter uma loja on-line atrai a atenção de pessoas que desejam abrir um negócio lucrativo, mas sem precisar gastar muito.

Só que não basta montar um site e esperar que tudo dê certo. Assim como no caso dos negócios físicos, como uma fabricante de adesivo para vitrine, é necessário investir em práticas como:

Planejamento mensal e anual

O planejamento é um documento que funciona como um guia, contendo informações detalhadas sobre as ações que seu negócio vai implementar no presente e no futuro.

No caso do e-commerce, é essencial ter um bom planejamento de vendas, pois nele incluímos todas as etapas da jornada de compra pela qual seus clientes passam.

Planejar as vendas vai ajudar desde o momento em que o lead descobre a sua loja até o período de pós-venda.

O fluxo de venda se torna mais alinhado, bem como as estratégias de conversão e fidelização muito mais eficazes. Mas ele deve ser feito de acordo com a realidade da sua empresa, sempre sabendo aonde você quer chegar no decorrer do ano.

Para isso, uma plataforma de vendas de brindes corporativos, por exemplo, deve estabelecer um valor que deseja alcançar no final do ano, para que consiga identificar as estratégias que precisam ser aplicadas.

A mesma situação se aplica ao planejamento mensal. Ele vai funcionar como as etapas que você precisa estruturar para chegar ao objetivo final.
Então, se você planejou faturar X até dezembro, saberá o quanto precisa vender a cada mês. Contudo, o planejamento também pode envolver outros aspectos, como:

  • Políticas de entrega;
  • Marketing Digital;
  • Melhoria no atendimento ao cliente;
  • Aumento nas opções de pagamento;
  • Precificação;
  • Entre outros.

Tudo deve ser devidamente esquematizado e descrito no seu planejamento, organizando todas as metas que você precisa alcançar para conquistar seu objetivo.

Organização de produtos e estoque

A organização do estoque é fundamental para que a sua loja virtual tenha sucesso. É dessa forma que você saberá se pode atender à demanda atual, se precisa aumentar sua equipe com uma empresa de trabalho temporário, dentre outros aspectos.

É muito desagradável quando vemos um produto exposto e depois descobrimos que ele não está disponível no estoque. Quando isso acontece, o negócio perde credibilidade e, claro, oportunidades de vendas.

Para as lojas virtuais isso é ainda mais importante, visto que a partir do momento em que o cliente realiza a compra, é necessário agilidade para despachar o produto.

A principal dica para não perder o controle do seu estoque e garantir que ele atenda à demanda, é usar uma boa ferramenta. Ela garante a organização, mas também a fluidez no envio das mercadorias.

Também se certifique de que você possui o espaço físico necessário para armazenar todos os produtos que expõe para a venda.
Conte sempre com fornecedores confiáveis para que suas mercadorias estejam com você na data estipulada, sem correr o risco de ter algum item indisponível por atraso na entrega do fornecedor.

A maneira como você organiza os produtos no próprio site também conta muito. Por exemplo, ao entrarmos no site de uma loja virtual de bolsas e mochilas, tudo é dividido em categorias, como mochila sustentável, malas para viagem, etc.

As categorias e subcategorias devem fazer sentido para os visitantes, pois facilitam o processo de busca por produtos e não desperdiçam o tempo do seu cliente. Lembre-se, tempo é dinheiro, então, quanto antes ele te encontrar, mais rápido você vai vender.

Produzir conteúdo

As plataformas e-commerce dependem exclusivamente de suas estratégias de Marketing Digital para se manterem ativas no mercado, sendo que hoje em dia, uma das práticas mais importantes é a produção de conteúdo.

O consumidor quer saber mais sobre os produtos e serviços que deseja consumir, também deseja ter acesso a informações e ter seus problemas resolvidos por meio delas.

Ao produzir bons conteúdos, você oferece respostas para as mais variadas dúvidas relacionadas ao seu nicho de atuação e prova para os seus potenciais clientes e clientes que é uma autoridade no que faz.

Então, uma gráfica de banner promocional, por exemplo, precisa ter um blog com conteúdos relevantes e ricos em informação acerca de seu universo.

Você precisa garantir esse canal para o seu e-commerce, pois ele é uma ferramenta poderosa para atrair leads e convertê-los em seu funil de vendas.

Identificar novas tendências

É muito importante saber quais são os desejos dos consumidores e se antecipar às tendências de seu mercado. É dessa forma que sua loja virtual estará preparada para atender às demandas de consumo com o passar do tempo.

Uma das melhores maneiras de se fazer isso é pesquisando. Por exemplo, uma fabricante de etiquetas coloridas pode perguntar aos seus clientes quais tipos de etiquetas eles desejam usar em seus produtos.

A internet também pode ajudar, bastando apenas que você procure informações sobre as tendências de seu mercado de atuação.

Um exemplo seria uma plataforma e-commerce de lingeries pesquisar no Google quais são os modelos de sutiã que estarão em alta no próximo ano.
Além dessas práticas que mencionamos aqui, você precisa melhorar o seu site de vendas, para que ele entregue a melhor experiência aos clientes. Veja a seguir.

Dicas para melhorar o site

Os negócios e-commerce dependem exclusivamente de seu site para vender, independentemente do tipo de produto ou serviço oferecido, como sinalização de segurança. Para melhorar suas páginas, algumas dicas são:

Não exagerar nos elementos gráficos

Alguns gráficos, como figurinhas que pulam na tela, são visualmente desagradáveis, demoram para carregar e incomodam os clientes.

Você pode usar uma ou outra, mas sempre com discernimento e moderação. Além disso, pense que o tempo de carregamento do seu site é importante para decidir a venda.

Ele precisa carregar rapidamente, em qualquer tipo de dispositivo, evitando que o cliente se irrite e desista da compra por causa da demora.

Organizar busca e links

Muitas vezes, o cliente já sabe o que quer comprar e vai direto ao campo de buscas digitar. É o mesmo comportamento que um usuário teria ao pesquisar o que deseja no Google, como informações de pesquisa sobre engajamento, por exemplo.

Certifique-se de que, ao fazer uma busca, o consumidor encontre exatamente o que deseja. Caso você não tenha o produto à disposição, uma dica é sugerir produtos semelhantes.

Padronizar a comunicação

Deixe o menu sempre posicionado no mesmo lugar do site, utilizando as mesmas normas e ícones. Evite trocar a posição ou até mesmo a cor.

Isso é importante, principalmente, para clientes que compram com certa frequência. Mesmo que ele goste muito da sua loja, pode acabar desistindo por ter dificuldade em usar o site, devido às mudanças frequentes.

Responder os clientes

Toda ação que o usuário fizer no site, como preencher um formulário ou comprar um produto, deve ser respondida. Utilize caixas de mensagem e, principalmente, e-mails de confirmação.

Conclusão

Vender pela internet é uma tarefa fácil quando você mantém seu negócio virtual organizado e otimizado. Não é porque você não tem contato físico com seus clientes que não precisa dar o respaldo necessário a eles.

Além disso, planejar sua loja e organizá-la é sempre um ponto positivo para a sua marca. Esteja sempre atento às estratégias de marketing e, principalmente, ao funcionamento do seu site.

As dicas que demos aqui englobam os principais aspectos que merecem atenção, para que mais do que vender muito, seu e-commerce possa crescer. Então, é só aproveitar o sucesso dele e conquistar novas possibilidades de mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.