Como falar bem em público de forma extraordinária?


Falar em público para muitas pessoas pode ser um dos maiores e piores desafios, principalmente para as pessoas que acreditam que são tímidas. Muitas pessoas apresentam sérias dificuldades e até medo de falar em público e os motivos são de várias ordens, tais como, a ansiedade, o nervosismo e a insegurança. Esses sentimentos podem levá-los a ter muitas reações emocionais e até físicas, tais como, taquicardia, sudorese, tremedeira, boca seca e uma sensação desconfortável no estômago, entre outros. Essas reações podem prejudicar sua apresentação. Essas experiências desagradáveis são capazes de prejudicar sua autoimagem, autoestima, mesmo que você tenha conhecimentos sobre o que vai falar.

Devido o desconhecimento sobre o que acontece nessas horas, é muito comum as pessoas associarem esses desconfortos a timidez, a incapacidade, ao despreparo e atribuindo uma responsabilidade pessoal.

Porém, a resposta para isso está, em primeiro lugar, no nosso autoconhecimento, conhecendo os limites e desafios que precisamos superar. O segundo é o treinamento. A nossa formação acadêmica ou empírica, não contempla a preparação para a oratória, mas, há uma cobrança excessiva no desempenho das pessoas. Essas atitudes geram bloqueios e até dramas que podem ser danosos para o bom desempenho das pessoas e, em alguns casos, podem favorecer o desenvolvimento de síndromes como do pânico e de ansiedade.

Mas, para que o treinamento seja eficiente, é fundamental alguns cuidados na escolha do método e das referências profissionais para a efetividade desses benefícios; caso contrário, o tiro pode sair pela culatra. E, o treinamento mal orientado, pode atrapalhar mais do que ajudar.

“Nesses 30 anos de experiência, desenvolvemos um método eficiente, criativo e dinâmico que, em 24 horas de curso, apresentamos resultados surpreendentes na superação das dificuldades e medos de falar em público”, conta Sirley.

Os diferenciais estão nas pesquisas científicas que embasam nossa proposta de trabalho, na articulação entre a teoria e prática e na visão multidisciplinar, que traz os conhecimentos da Oratória Moderna, da Psicologia, do Psicodrama, do Coaching, da Hipnose e da Neurociência para compor um método de atendimento às várias especificidades dos participantes, através dos seguintes temas:

1) O que é a timidez e como superá-la?
2) Autoconhecimento, autocontrole através da reprogramação mental;
3) A importância da respiração e do relaxamento;
4) Tripé da Oratória Moderna: corpo, voz e conteúdo;
5) Organização, planejamento e estrutura do discurso;
6) Como utilizar recursos visuais e audiovisuais com desenvoltura e eficiência.

“A oratória é a arte de falar em público, de forma eficiente, clara, objetiva e concisa. O objetivo é passar sua mensagem com naturalidade e espontaneidade. Sabendo controlar suas emoções”, conta Sirley Maciel, analista comportamental e escritora, especializada em oratória.

Algumas dicas, orientações e truques podem ser valiosos, seja na hora de exercitar ou no momento da apresentação. Confira oito conselhos da profissional:

1) Conheça suas qualidades e dificuldades. Dê ênfase nas suas qualidades, demonstrando confiança, determinação, autoestima e alegria!
2) Tenha consciência de seus gestos, postura, expressões fisionômicas e nas micro expressões. Evite tiques nervosos, trejeitos e gestos inadequados ou sem lógica.
3) Mantenha atenção e cuidado em sua voz, articulando bem as palavras, projetando e transmitindo toda sua emoção no ritmo adequado da fala. Evite cacoetes verbais ou vício de linguagem, tais como, né, tá, tipo assim, etc.
4) Aja com muita naturalidade e espontaneidade. Não crie um personagem. Seja você! Lembre-se: o momento é seu. Dê o seu melhor!
5) Não coloque as mãos nos bolsos e não use muletas. Deixe-as livres; elas sabem o que fazer!
6) Respire com consciência e qualidade. A respiração é fundamental para a produção adequada da fala e para o seu autocontrole!
7) Aposte no storytelling e crie uma narrativa lógica, coerente e criativa para sua apresentação. Prenda a atenção das pessoas e fale como elas; não para elas. Faça perguntas, mantenha um vínculo agradável e de cooperação. Lembre-se: a plateia está ali só para ouvir você!

“Não ter medo e saber controlar o discurso, a estrutura, a voz e o comportamento, é a chave para o seu sucesso! Todos conseguem com a prática, mesmo os que acreditam serem tímidos, os que têm medo ou dificuldades. Lembrem: a prática é a mãe da sabedoria”, conta Sirley.

INTREPEDS – Instituto de Treinamento, Pesquisa e Desenvolvimento do Ser
Sirley Machado Maciel
Analista comportamental, terapeuta e escritora
Site: www.intrepeds.com
Facebook: Intrepeds.Desenvolvimento
Cel: (41) 99996-7063
sirleym.maciel@gmail.com
Facebook: Sirley Machado Maciel Intrepeds

Fonte: Toda Comunicação